Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Doenças do Fígado

por Laboratórios Germano de Sousa, em 05.02.15

Doenças Hepáticas

O estudo do fígado – Albumina/Globulina

 

As proteínas são elementos básicos importantes de todas as células e são fulcrais para o crescimento e desenvolvimento do organismo. Integram a estrutura da maior parte dos órgãos e formam as enzimas e hormonas que regulam o funcionamento do organismo.

No sangue estão presentes duas classes de proteínas, a Albumina e as Globulinas. A Albumina é uma proteína de elevado valor biológico que é encontrada no plasma do sangue e é sintetizada pelo fígado. É a principal proteína circulante no organismo humano e é responsável pelo transporte plasmático de várias substâncias. O fígado é o único órgão responsável pela produção da Albumina. As Globulinas abrangem enzimas, anticorpos e mais de 500 outras proteínas.

A determinação das Proteínas totais é um importante indicador do estado nutricional, sendo bastante útil no despiste e diagnóstico da doença hepática, doença renal e muitas outras patologias. Esta análise clínica é solicitada para fornecer informações gerais acerca do estado nutricional do paciente, sendo igualmente efetuada conjuntamente com outros testes quando o paciente apresenta sintomas que apontam para uma alteração hepática ou renal ou para investigar a causa de edemas.

Níveis baixos de proteínas totais alertam para uma possível alteração hepática, renal ou uma doença na qual as proteínas não são absorvidas correctamente no intestino ou existe uma deficiência das mesmas nos alimentos ingeridos ou ainda por perda acentuada das mesmas. Estes valores baixos podem ser encontrados em doenças que provocam défices de absorção das proteínas, como a Doença Celíaca, em situações de desnutrição grave ou em queimaduras extensas. Níveis elevados de proteínas surgem em situações de inflamação crónica e perante doenças da medula óssea.

Pode igualmente ser solicitado ao laboratório clínico a realização da relação da Albumina com a Globulina (relação A/G), que é calculada a partir dos valores obtidos na determinação direta das proteínas totais e da Albumina. Uma baixa relação A/G pode refletir uma superprodução de globulinas, como acontece em algumas Doenças Autoimunes ou um défice de produção de Albumina, como nos casos de cirrose. Uma elevada relação A/G indica um défice de produção de imunoglobinas. Testes complementares e mais específicos, como a Albumina, testes das enzimas hepáticas e a Electroforese das Proteínas Séricas devem ser realizados quando se pretende obter um diagnóstico mais preciso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:14



Número Verde

800 209 498


Traduzir


Médico Responsável:Dr. José Germano de Sousa

germano Nasceu em Lisboa em 1972. É Médico pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa desde 1997. Fez os seus Internatos no Hospital dos Capuchos (Internato Geral) e no Hospital Fernando Fonseca (Internato da Especialidade). É especialista em Patologia Clínica pela Ordem dos Médicos desde 2001 e é atualmente Assistente Graduado de Patologia Clínica do Serviço Patologia Clínica do Hospital Fernando Fonseca (Amadora Sintra) onde é o chefe da secção de Biologia Molecular Possui uma pós Graduação em Gestão de Unidades de Saúde pela Universidade Católica Portuguesa. Foi Assistente de Patologia Geral e de Semiótica Laboratorial nos Cursos de Técnicos de Análises Clínicas e Curso de Médicos Dentistas do Instituto Egas Moniz.Exerce desde 2001 a sua atividade privada, sendo desde Julho de 2004 responsável pela gestão dos Laboratórios Cuf e Clínicas Cuf para a área de Patologia Clínica. Tem várias comunicações e publicações sobre assuntos da sua especialidade


Envie a sua questão

laboratoriosgermanodesousa@sapo.pt

Contactos Laboratório Central

Site:
www.germanodesousa.com

Morada:
Pólo Tecnológico de Lisboa
Rua Cupertino de Miranda, 9 - lote 8
1600-513 Lisboa, Portugal

Marcações:
Tel.: 212 693 530 /531 /532 /533
Email: contact@cm-lab.com

Horário de Funcionamento:
Dias úteis 7h30 às 20h00
Sábados 8h00 às 14h00

Horário de Colheita:
Dias úteis 7h30 - 20h00
Sábados 8h00 às 14h00